Meio Ambiente e Sustentabilidade: O Futuro do Planeta

No mundo de hoje, a preocupação com o meio ambiente e a busca por sustentabilidade estão cada vez maiores. Todo cidadão sabe que preservar a natureza é necessário. Além disso, empresas do mundo todo conseguem cada vez mais credibilidade quando fazem projetos ou produtos com selo verde. A preservação do meio ambiente é um dos principais assuntos contemporâneos e toda a sociedade deve se preocupar. Quer saber um pouco mais sobre essa temática e como você pode ajudar no dia a dia? Continue lendo a matéria!

INDUSTRIALIZAÇÃO, POLUIÇÃO E MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Por muitos séculos, os seres humanos consideraram os recursos da terra ilimitados. Com a ascensão do tear mecânico e o advento da Revolução Industrial, no século XVIII, ocorreu uma grande intensificação no uso dos recursos naturais. Houve também o início da emissão de gases poluentes e geração de rejeitos industriais.

Gases para AtmosferaGases emitidos para atmosfera

Prova disso é que, no século XX, na Inglaterra, pioneira na industrialização, essa grande forma de poluição que era gerada foi sentida fortemente pela população. Entre os dias 2 e 5 de dezembro de 1952, houve uma intensificação na queima de carvão mineral. A queima do carvão liberou muito gás carbônico e enxofre, dois dos principais poluentes da atmosfera. A fumaça da queima, somada às condições climáticas frias da região, formou um denso nevoeiro de poluição, que é considerado até hoje um dos principais impactos ambientais do planeta. Esse nevoeiro ficou conhecido como Big Smoke e foi responsável pela morte de mais de quatro mil pessoas por infecções pulmonares.

Toda a geração de resíduos para o planeta contribui para mudanças climáticas drásticas no planeta. O efeito estufa é um fenômeno natural que acontece no planeta. Na atmosfera da Terra há uma camada de gases, principalmente o gás carbônico (CO2), o metano (CH4), os óxidos de enxofre e nitrogênio e a água, os quais retêm o calor irradiado pelo sol no planeta. Esse acontecimento, no entanto, ao longo desses últimos quatro séculos de intensa industrialização, regada energeticamente principalmente pela queima do carvão, intensificou-se.  O resultado está causando a elevação da temperatura média do planeta

CONSEQUÊNCIAS DA SOBRECARGA DO PLANETA

Tal incremento nos termômetros, gera o aquecimento global, que tem consequências desastrosas. O derretimento das calotas polares, o aumento do nível do mar e o aumento de eventos extremos da natureza (tempestades, tsunamis, furacões, grandes períodos de seca) são algumas dessas consequências.

Um acontecimento recente devido a essas mudanças climáticas foi o grande incêndio na Austrália. Desde 2017 o país vive uma grande estiagem que foi intensificada em 2019. O fogo iniciou-se em setembro de 2019 e os incêndios estenderam-se até o início de janeiro do ano seguinte. A altura do fogo chegou a cerca de 12 metros, estima-se que foram queimados mais de 5 milhões de hectares de área (um hectare tem dimensões próximas de um campo de futebol). O resultado foi a morte de pelo menos 480 milhões de animais silvestres, a destruição de mais de 1.200 casas, 24 mortos e dezenas de pessoas desaparecidas. A tragédia ambiental foi tão assustadora que a fumaça deixou Sydney, uma das maiores cidades do país, com o céu descolorido e, em alguns momentos, com a pior qualidade do ar da Terra

Cangurus Ilustrativos
Incêndio ilustrativo no país dos cangurus

Outras extremas reações da natureza que aconteceram recentemente e também podem ser mencionadas são os terremotos que devastaram o Haiti em 2010. Como também os ciclones nos Estados Unidos em 2018 e as erupções vulcânicas na Indonésia em 2019. 

O SURGIMENTO DA SUSTENTABILIDADE

Em contrapartida, apesar das catástrofes naturais e do aquecimento do planeta, emergiu um movimento de desenvolvimento sustentável no século XXI. Nesse sentido, é um grande diferencial para uma empresa na atualidade possuir planos de gestão de resíduos, de consumo de água, de emissão de gases, de forma a reduzir ao máximo os desperdícios, bem como compensar as perdas ambientais de alguma forma. Isso mostra ao consumidor que a corporação possui responsabilidade social e ambiental, podendo atrair o cliente pela ciência de que o produto é ecológico. Está logica é conhecida como marketing verde. Uma das formas de balancear a poluição é a compensação de carbono. Tal reparação, consiste em converter a quantidade de gás carbônico (CO2) emitido na atmosfera em plantio de árvores. As árvores são imprescindíveis para a troca desse poluente pelo oxigênio respirável. A Química Júnior pode ajudar sua empresa com a compensação de carbono, fale conosco.

Mundo sustentávelMundo com sustentabilidade

CASE DA NATURA

NaturaNatura (Fonte: Wikipedia)

A marca de cosméticos nacional Natura, nascida em 1969, é considerada a pioneira do Brasil em trabalhar com a ideia da sustentabilidade. Desde seu surgimento, a Natura tem em suas visões a sustentabilidade. Com o lançamento da linha Ekos, no ano de 2000, adotou a utilização de substratos da biodiversidade brasileira na formulação de seus produtos. A empresa é, atualmente, um exemplo a ser seguido. Em sua cadeia de produção utiliza fórmulas naturais, embalagens biodegradáveis, não faz testes dos produtos com animais, além de compensar toda a emissão de carbono que emite para a atmosfera. 

Além disso, a empresa elaborou um planejamento até 2050 visando aumentar ainda mais sua contribuição para um mundo mais verde. Dentre as ambições da empresa, têm-se: 

-Ter a pegada ambiental e social de todos os produtos divulgada; 

-Reduzir em 33% a emissão de gases estufa;

-Alcançar 10 mil famílias na cadeia produtiva Pan Amazônica (região l dos países que possuem em seu território a floresta amazônica);

-Coletar e enviar para reciclagem 50% dos resíduos gerados pelas embalagens da marca no Brasil.

COMO CONTRIBUIR PARA O FUTURO DO PLANETA?

Enquanto cidadãos, todos nós podemos e devemos contribuir para o futuro do planeta. Somente dessa maneira as futuras gerações conseguirão ter acesso aos mesmo recursos e demais riquezas naturais que possuímos hoje. Algumas pequenas mudanças de hábito são capazes de gerar um grande efeito à longo prazo, principalmente se todos comprarem a ideia. A seguir, listamos 9 atitudes sustentáveis que você pode aplicar no seu dia a dia de maneira simples e gerar grande impacto positivo para o meio ambiente:

1) Separar o lixo reciclável: a reciclagem reduz o impacto ambiental em diversos aspectos. Diminui a retirada de matéria-prima da natureza, economiza água e energia da produção e gera renda para as cooperativas e catadores. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a reciclagem de uma única latinha de alumínio economiza energia suficiente para manter uma TV ligada por três horas. Além disso, plásticos tradicionais demoram cerca de 200 anos para se decompor. Então, o simples ato de jogar um pedaço de plástico no lixo comum, significa gerar um resíduo que vai ficar por aqui por várias e várias gerações.

ReciclagemReciclagem: ponto chave para a sustentabilidade

2) Não descartar óleo na pia: apenas 1 litro de óleo pode poluir até 25 mil litros de água. Por esse motivo em hipótese alguma ele pode ser descartado na pia. A maneira mais indicada é após o uso do óleo armazenar em garrafas PET bem fechadas, longe do alcance de animais e crianças. Em seguida, destine esse óleo para empresas, cooperativas ou ONGs especializadas nesse tipo de coleta. Alguns deles possuem pontos de coleta espalhados pelas grandes cidades. Outra alternativa, é utilizar o óleo para fabricar o seu próprio sabão caseiro.

3) Reduza o desperdício de água: é fato que a agricultura é o setor que mais utiliza água no Brasil e no mundo. A agropecuária usa cerca de 70% da água no Brasil. Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), metade dessa água da agricultura é desperdiçada devido às irrigações má executadas. Todavia, não é por isso que todos não devemos economizar também não é mesmo? Colocar válvulas reguladoras nas pias e descargas, reduzir o tempo de banho ou fechar o chuveiro enquanto se ensaboa são algumas medidas simples que podem contribuir fortemente para a economia de água. Não só isso, visto que todo cidadão paga pelos serviços de água e esgoto, reduzir o consumo também é uma forma de reduzir o impacto no seu bolso.

4) Economize energia: o consumo de energia no mundo segue crescente. Uma maior demanda por energia exige a construção de novas usinas, as quais geram grandes impactos ambientais. Uma usina hidrelétrica é capaz de alagar grandes áreas, gerando impactos socioambientais, exigindo a realocação de pessoas e animais. Uma usina termoelétrica normalmente utiliza combustíveis fósseis, os quais lançam gases do efeito estufa para a atmosfera. Já as usinas nucleares geram rejeitos tóxicos, que devem ser armazenados por milhares de anos em locais seguros. Sem contar a possibilidade de acidentes. Por esses motivos, economizar energia é tão importante para o meio ambiente. Algumas medidas como optar por aparelhos eletrônicos econômicos, utilizar a iluminação natural, utilizar lâmpadas de LED (duram muito mais e são muito mais econômicas, apesar de um pouco mais caras).

Lampada led
Lâmpada de LED

5) Faça trechos curtos a pé ou de bicicleta: a queima de combustíveis fósseis é um dos grandes responsáveis pelo aquecimento global. Um estudo do Instituto de Energia e Meio Ambiente revelou que os automóveis são responsáveis por 72,6% das emissões de gases do efeito estufa (GEE) na cidade de São Paulo. Fazer trechos curtos a pé ou de bicicleta é uma forma de praticar exercícios físicos, trazendo inúmeros benefícios à saúde  Aliado à isso, vale lembrar que no Brasil os combustíveis estão cada dia mais caros. Dessa maneira, deixar o carro em casa também representa uma maneira de economizar.

6) Reutilize sacolas: segundo informações das Nações Unidas, todos os anos o mundo utiliza cerca de 500 bilhões de sacolas plásticas. Desse total, cerca de 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos. Devido à própria resistência dos materiais, uma sacola de plástico comum exigem muito menos recursos para ser produzida em comparação com uma sacola reutilizável de algodão, por exemplo. Por essa razão, o que vai definir mesmo se o impacto ao meio ambiente será maior ou menor,  será o número de vezes que a sacola for reutilizada. Sendo assim procure reutilizar suas sacolas, sejam elas quais forem, o máximo de vezes possível.

Sacola Reciclável
Sacola reutilizável

7) Opte por pilhas e baterias recarregáveis: pilhas e baterias recarregáveis têm um custo mais elevado do que as opções descartáveis. Todavia, a médio e longo prazo, elas se tornam muito mais baratas. Só para efeito de comparação, grande parte das pilhas recarregáveis são feitas para durarem pelo menos 300 recargas, enquanto uma pilha descartável não pode ser recarregada. Aliado a isso também há a questão ambiental, pilhas contêm elementos químicos nocivos à natureza, por isso não devem ser jogadas fora de qualquer maneira. O correto é encaminhá-las para um ponto de coleta, para que sejam recicladas ou recebam o devido tratamento.

8) Plante Árvores: as árvores são muito importantes para manter a qualidade do ar. Durante o seu crescimento realizam o sequestro de gás carbônico da atmosfera, contribuindo para reduzir os impactos do aquecimento global. As árvores também oferecem sombra, além de contribuir para a absorção da água da chuva, evitando a desertificação. Confira os 7 benefícios de uma cidade arborizada.

9) Seja a mudança!: o caminho para um planeta realmente sustentável ainda é muito distante, mas cada um de nós pode realizar uma microrrevolução. Conscientize seus familiares e amigos sobre a importância de realizar pequenas ações de sustentabilidade. Sabemos que a mudança de hábitos não acontece da noite para o dia, mas ao longo do tempo. Pequenas atitudes ao longo do tempo geram grandes impactos. Faça a sua parte e seja o exemplo!

COMO A QUÍMICA JÚNIOR CONTRIBUI PARA O FUTURO DO PLANETA?

Projeto Verde QJProjeto Verde: Química Júnior & Prefeitura de Américo Brasiliense

Pensando em um mundo mais sustentável, a Química Júnior, em conjunto com a Prefeitura do Município de Américo Brasiliense criou o Projeto Verde. O Projeto Verde é um projeto que visa a neutralização de carbono de empresas ou eventos, por meio do plantio de árvores. O plantio é realizado com o auxílio de crianças, que recebem uma aula de educação ambiental. Ganha a empresa e o evento que participa do projeto, associando sua marca à sustentabilidade, ganham as futuras gerações, sendo conscientizadas desde cedo. E além disso, ganham os jovens do Brasil, uma vez que a Química Júnior é uma associação sem fins lucrativos e todo o excedente é reinvestido em seus membros com treinamentos e eventos. Quer saber mais sobre o Projeto Verde? Clique aqui.

Quer melhorar o desempenho do seu negócio e ainda por cima contribuir com o futuro do planeta? A Química Júnior pode te ajudar, entre em contato conosco!